Bem-Vindo, Visitante
Nome de usuário: Senha: Lembrar-me
  • Página:
  • 1
  • 2
  • 3

TÓPICO: Os animais amam?

Re: Os animais amam? 14 anos 2 meses atrás #70

É, mas aí Alex, teriamos que cair numa discussão sobre "o que é o amor". Eu não sei definir, mas acho que o sentimento de compaixão também é amor.

Os exemplos que dei envolvem, de fato, animais da mesma espécie, mas posso dar outros tantos exemplos entre animais de espécies diferentes.

Uma gorila que adota gatinhos; cães e gatos que convivem, e contrõem laços de amizade; um cão e um golfinho que são amigos inseparáveis, etc.

Você falou em feromônios, mas não deve ser só isso. Os feromônios são uma comunicação quimica, assim, qualquer animal que esteja nas proximidades daquele que os exala estará sujeito às suas ações. Por que que só um ou poucos daqueles animais terão resposta a esta comunicação? Porque alguma coisa acontece só com estes animais específicos e não com todos os outros daquela espécie.

Além disso, qualquer tentativa de mecanização dos sentimentos dos animais recairia também na mecanização dos sentimentos humanos. Exemplo, o que prova que não são os feromônios que tornam o homem apaixonado por uma mulher. Temos uma tendencia a valorizar os atributos femininos que tornam as mulheres mais férteis ou melhores progenitoras (jovialidade, seios fartos, anca larga com cintura fina, etc).

Minha provocação aqui é um espelho da sua: Será que os seres humanos são capazes de sentir amor, ou tudo não passa de formas como nosso cérebro interpreta estimulos reprodutivos.

abraços

Sérgio

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Re: Os animais amam? 14 anos 2 meses atrás #71

  • alex
  • Avatar de alex Autor do Tópico
  • Visitante
  • Visitante
Muito interessante a observação :!:

Eu de fato acho que a maior parte daquilo que chamamos de amor entre humanos não passa de reações automatizadas, baseadas em forma, cheiro e prazer.

Poucos são os humanos que de fato amam. Usando para isso a definição de amor como um sentimento livre de apegos e pondo de fato os interesses do outro antes de si.

Seguindo esta linha, a compaixão possa ser vista como uma forma de amor e com isso os animais pelo próprio exemplo que você deu poderia estar sentindo compaixão.

Mas acho que nunca saberemos ao certo, pois não da pra saber se o tal elefente ajudou o outro porque na verdade sentia falta da presença dele, falta esta que gerava extremo desconforto a ponto dele não se imaginar viver sem aquele membro do grupo. Logo ele pode ter ido ajuda-la por interesse próprio e não por que desejaria aliviar o sofrimento de um "elefefante estranho".

Bem debates filosóficos servem pra isso mesmo, a gente discute , discute e aparentemente não se chega a lugar nenhum, mas na verdade se aprender muito... :wink:

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Re: Os animais amam? 14 anos 2 meses atrás #75

  • alex
  • Avatar de alex Autor do Tópico
  • Visitante
  • Visitante

Este texto caiu na lista Veg-Brasil hoje e achei relevante para a discussão aqui.


Richard Davidson é um neurocientista que anda estudando monges
budistas. Em 2002, posicionou 128 eletrodos na cabeça de um monge e
pediu-lhe que meditasse a respeito de compaixão e amor.

Ele imediatamente percebeu uma forte atividade gama – ondas
cerebrais oscilando a 40 ciclos por segundo – indicando atenção
intensamente focada. Ondas gama costumam ser fracas e difíceis de
perceber.

Ele testou com vários outros monges e percebeu o mesmo padrão. Aí
percebeu que tinha em mãos mais um indício de que a velha idéia de
que o cérebro não muda mais após a idade adulta pode estar errada.
(Vários cientistas vêm defendendo pontos de vista similares.)

Mas Davidson viu algo mais. Os monges responderam ao pedido de
meditar sobre a compaixão produzindo incríveis ondas cerebrais.
Talvez estes sinais indicassem que eles tivessem atingido um estado
mental intensamente compassivo. Se for verdade, então talvez a
compaixão possa ser exercitada como um músculo. Com o treino certo,
as pessoas poderiam aumentar seu nível de empatia. E se a meditação
pode aumentar a habilidade cerebral de produzir atenção e processos
afetivos, talvez possa modificar respostas emocionais mal adaptadas
como a depressão.

Davidson está sendo um bocado criticado por alguns de seus pares –
acham que ele se aproximou demais do budismo, o que pode atrapalhar
seu julgamento como cientista.

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Re: Os animais amam? 14 anos 2 meses atrás #94

Interessante este estudo, mas entendo que ele poderia ter se precavido das criticas estudando monges budistas e monges católicos, por exemplo. Mesmo que os resultados só fossem obtidos dos monges budistas, pelo menos ele teria tentado outros. O estudo não teria sido acusado de tendencioso.

abraços

Sérgio Greif

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

Re: Os animais amam? 14 anos 2 meses atrás #117

:D Acredito todo se tenha vida tambem ama
todo sentimento e derivado de outro sentimento ou seja
se vc o ama ele te ama
se vc o odeia ele te odeia

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

De fato animais parecem ter compaixão 13 anos 11 meses atrás #285

  • alex
  • Avatar de alex Autor do Tópico
  • Visitante
  • Visitante
Escutei uma história de um amigo meu que me tocou e tem relação com este assunto.

Este meu amigo tem um Pit bull, o qual é manso com humanos, mas não muito amigável com outros bichos.

Ele levou o pit bull para passear num descampado, meio sitio , terra de ninguém, dai como era um lugar deserto resolveu arriscar e soltar o cão um pouco.

Porém no meio do caminho, apareceram vacas! :o

O cão enlouqueceu e atacou as vacas, não respondendo a voz de comando para voltar. :(

Meu amigo disse que ficou com medo, pois a vaca para se defender começou a dar coices. Ele acho que ela ia acabar matando o cachorro.

Mas qual não foi a surpresa dele ao reparar que as outras vacas vieram em auxilio da que estava sendo atacada e começaram a proteger a amiga e enfrentar o pit bull.

Uma atitude como esta na minha opinão de fato evidencia um sentimento de amor, compaixão e desapego, pois elas puzeram-se em perigo aparentemente sem ganhar nada em troca, de fato devem ter se condoido pelo sofrimento da colega e não mediram esforços em ajudá-la.

Bem para quem quer saber... o final da história é que meu colega aproveitou um descuido do cachorro e conseguiu segura-lo e prende-lo.
:wink:

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

  • Página:
  • 1
  • 2
  • 3
Tempo para a criação da página:1.116 segundos
Somos Embaixadores da Happy Cow para Florianópolis SC


Embaixador
HappyCow.com

Somos filiados a:

   

Seja a mudança que você quer ver no mundo.

Mahatma Gandhi