Bem-Vindo, Visitante
Nome de usuário: Senha: Lembrar-me
  • Página:
  • 1

TÓPICO: Veganismo e Misticismo, o motivo da adesão

Veganismo e Misticismo, o motivo da adesão 4 anos 1 mês atrás #6147

Infelizmente eu não pertenço a nenhum "grupo", seja religioso ou místico/ocultista (p.ex. maçonaria, rosa cruz, etc.). No entanto, eu tenho uma grande simpatia pela Escola de Mistérios do Egito Antigo, hoje talvez melhor representada pela AMORC (rosa cruz).

Eu vejo o vegetarianismo/veganismo algumas vezes associado com budismo, ou outros tipos de filosofias que privam o amor e a evolução espiritual. Eu percebo também que muitos associam esta filosofia do veganismo/vegetarianismo com conceitos relacionados à proteção dos animais e/ou preservação da natureza. Outros levam pro lado da alimentação saudável.

Eu sou eloquente defensor da ideia mística/espiritual relacionada com veganismo/vegetarianismo. Ingerir vegetais provavelmente é feito por seres que estão mais próximos do Princípio Feminino da Criação (isto é um assunto complexo... mas podemos simplificar como o AMOR DIVINO). O Princípio Masculino é mais ligado com o a VONTADE DIVINA. Daí talvez encontramos pessoas que comem vegetais mais serenas e compreensivas, e de certa forma ingênuas (como uma planta mesmo! mas no bom sentido rsrs), do que pessoas que comem carne.

Seja como for, uma pessoa vegetariana ou vegana se coloca em um contato direto com a Criação (natureza, Deus, o EU interior, isso depende do ponto de vista, mas são tudo a mesma coisa). Atualmente isto é quase impossível, criar uma horta, por mais natural que pareça, não é tão assim natural, e é por isso que deve ter plagas, pois ocasiona um desequilíbrio natural no processo pois é um tanto artificial (não me refiro a agrotóxicos). O ideal é deixar as coisas acontecerem como devem acontecer, sem interferências, e aceitar que tudo é perfeito.

Daí eu associo veganismo/vegetarianismo com isso, é um maneira mais simples para os humanos voltarem ao seu meio-natural e entrar em contato com a Criação. Os benefícios são evidentes com relação a saúde física e mental. Eu não sei o que aconteceu com a espécie humana, mas ela parece ser uma anomalia da natureza, como se algo fosse artificial, mas ainda possuindo a parte genuína. Daí o melhor a ser feito é cultivar esta parte genuína...

Não sei se a ingestão de carne é de todo ruim, mas isto deveria ser feito por meio da caça e não do cultivo (de animais). Possivelmente os efeitos nocivos da carne vem da maneira como o animal ingerido "viveu", sendo cultivado como planta e não em seu estado original de sobrevivência... Eu diria também que a carne humana deveria ser extramente prejudicial para um animal, justamente porque nós vivemos em uma situação ainda pior que um animal cultivado por nós!

Acho que deu pra entender meu ponto, onde defendo a ideia de que as coisas devem acontecer naturalmente, com o mínimo de interferência... Isto é, se tem fome.. caça\colhe e come. Mas cultivar algo que nem se sabe se vai ou não comer, já que ninguém sabe o futuro, tira a noção de naturalidade...

Alguém tem ideias parecidas?

Por favor Acessar ou Registrar para participar da conversa.

  • Página:
  • 1
Tempo para a criação da página:0.194 segundos